Quer adotar um Border Collie? Então saiba tudo sobre esse cachorro

Conheça as curiosidades desse Pet!

Border Collie

Os Border Collie são cães divertidos, cheios de energia e meigos. Está pensando em adotar um? Conheça mais sobre eles neste artigo!

Os Border Collies são cachorros especiais para reunir e controlar ovelhas na região montanhosa de fronteira entre a Escócia e a Inglaterra.

Eles são cães com energia, resistência e força de trabalho ilimitadas, o que os torna um cão pastor de primeira classe.

Veja esse vídeo do Border Collie:

Inclusive, eles ainda são usados ​​hoje para pastorear ovelhas em fazendas e ranchos ao redor do mundo.

Altamente treináveis ​​e inteligentes, podem ser ótimos companheiros de família, contanto que recebam muito exercício físico e mental.

Você também terá que se sentir confortável com um cão que pode ser mais esperto que você ocasionalmente.

Pois saiba que ele pode compreender sentenças contendo um objeto preposicional, verbo e objeto direto

Se você quer um cão amoroso e inteligente que o manterá ativo e alerta, esta pode ser a raça ideal para você!

Aproveite e clique em inscrever-se em nosso canal no YouTube, acesse aqui.

Então, vamos ver tudo sobre este cachorro através dos seguintes tópicos:

  1. A história do Border Collie
  2. Quais são as características desse cão?
  3. Pelagem do Border Collie (áspera ou lisa)
  4. Um pouco sobre a personalidade do Border Collie
  5. Como é viver com um Border Collie?
  6. Problemas de saúde com Border Collies que você deve prestar atenção
  7. Para quem é recomendado um Border Collie

A história do Border Collie

Basicamente, esse cachorro é resultado de um cruzamento. Feito entre:

  • Cães pastores que os ocupantes romanos trouxeram para a Grã-Bretanha a partir de 43 d.C;
  • E cães pastores menores que acompanharam os invasores vikings no final do século VIII.

Eles foram criados para trabalhar em terrenos acidentados e montanhosos por longos períodos de tempo.

O que de fato exigia resistência, obediência e agilidade.

O papel singular desta raça como cão de trabalho evoluiu na Grã-Bretanha durante a década de 1860 com a Rainha Victoria.

Cujo amor por Collies a levou ao status de realeza, tornando-a um desejável cão de exposição.

Durante este tempo, Collies e Border Collies divergiram, e em 1915 a raça tornou-se oficialmente conhecida como Border Collie.

Cães parecidos com Border Collies foram supostamente importados para os Estados Unidos desde o nascimento do país.

Primeiramente como pastores de ovelhas, depois como participantes em competições de pastoreio.

Quais são as características desse cão?

O Border Collie é um filhote de cachorro de tamanho médio, pesando entre 13 e 24 quilos.

As fêmeas mulheres têm de 45 a 48 centímetros de altura a partir do ombro e os machos medem de 19 a 22 centímetros.

Não é surpresa, graças a sua história, que o Border Collie tenha um corpo atlético e musculoso construído para resistência e agilidade.

Entretanto, não confunda ter músculos com ser desajeitado – eles são cães ágeis que se movem com graça e agilidade.

As orelhas de tamanho médio geralmente ficam eretas ou parcialmente eretas.

E a cauda longa e espessa, geralmente portada para baixo, é levantada quando o cão está empolgado.

Algo que é marca registrada do Border, são seus olhos amendoados e olhar intenso.

Desta forma, refletindo o alto nível de inteligência da raça e a habilidade de focar em objetos.

A cor dos olhos normalmente vem em uma variedade de castanhos, embora alguns tenham azuis.

Pelagem do Border Collie (áspera ou lisa)

O de pêlo curto e liso normalmente tem uma pelagem mais grossa do que a variedade áspera de comprimento médio. Ambos são resistentes às intempéries.

No entanto, para mantê-la bonita e saudável é necessário pentear semanalmente e é claro dar o banho em média a cada 6 semanas.

As cores do Border Collie geralmente incluem preto com manchas brancas aleatórias. Mas você pode encontrar em diversas cores e combinações.

Um pouco sobre a personalidade do Border Collie

Inegavelmente, esse é um cachorro ativo e demanda espaço.

Se confinados sem atividade e companhia, esses cães podem se tornar infelizes e destrutivos.

A raça, no entanto, é muito inteligente, aprende rápido e responde bem aos elogios.

Eles protegem sua família, seu território, e são excelentes cães de guarda, principalmente de crianças.

Contudo, podem ser reservados e às vezes irritados com estranhos.

Logo, podem fazer coisas como mordiscadas nos calcanhares da mesma forma que fariam com ovelhas se estivessem pastoreando.

Como é viver com um Border Collie?

Pela regra, Border Collies são extremamente enérgicos e devem ter a oportunidade de fazer muitos exercícios.

Eles adoram correr. Além disso, precisam de muita atenção de seus donos e de estar sempre fazendo algo.

No entanto, precisam de orientação para se socializarem (desde sua infância) para evitar timidez perto de estranhos.

Além disso, devem receber treinamento de obediência, que pode ajudar a deter a tendência de correr ou perseguir carros.

Lembrando que essa é uma raça que vive cerca de 12 a 15 anos.

Problemas de saúde com Border Collies que você deve prestar atenção

Embora os Border Collies sejam conhecidos por serem relativamente saudáveis, existem alguns problemas de saúde genética que devem ser observados.

Ao reconhecê-los precocemente, você pode buscar tratamento mais cedo e, potencialmente, evitá-los completamente.

Entre os principais e mais comuns temos:

Displasia articular

A displasia do quadril e o TOC (osteocondrite dissecante) são doenças que levam ao crescimento e desenvolvimento irregular das articulações.

O que pode predispor a articulação à artrite de início precoce.

A displasia articular pode ser herdada dos pais do cão e agravada por nutrição e exercícios inadequados.

Convulsões

Eles são conhecidos por desenvolver epilepsia idiopática, que é um distúrbio neurológico que causa convulsões.

A gravidade da doença varia de leve a fatal e geralmente é diagnosticada em cães de 2 a 6 anos de idade.

No entanto, não há cura, mas se as convulsões interferirem na qualidade de vida, existem medicamentos para controlar as convulsões.

Problemas oculares

A anomalia do olho de Collie e a atrofia progressiva da retina são ambas condições genéticas observadas em Border Collie.

Ambas podem acabar resultando em cegueira.

Hipotireoidismo

Uma tireoide subativa pode afetar Border Collies, causando ganho de peso, baixa energia e uma pelagem seca e quebradiça.

O hipotireoidismo é tratado com um suplemento da tireoide.

Segundo o Carson Animal Hospital, ainda é importante ficar de olho em:

  • Fobia a barulhos;
  • Câncer;
  • Ansiedade de separação;
  • Problemas de fígado;
  • Doenças dos nervos;
  • Desordem sanguínea;
  • Problemas ósseos.

Para quem é recomendado um Border Collie

Sem dúvida, estamos falando de um cachorro divertido e cheio de energia.

Então os Border Collies são uma ótima companhia para crianças, esportistas, mas também, pela sua alegria, são grandes amigos para pessoas que moram em fazendas e áreas rurais.

Visite nossa Lojinha, lá temos os melhores produtos para o seu Pet. Afinal, eles são muito especiais e sempre merecem um presentinho!

Saiba mais sobre outros cachorros, veja aqui.

Aproveite e nos acompanhe nas redes sociais para saber mais sobre essas fofurinhas: Facebook, Instagram e YouTube.

Por fim, se gostou deste texto, compartilhe e não deixe de nos contar sobre sua experiência com essa raça!

Consulte também

Este site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade