Tudo o que você precisa saber sobre o periquito

Conheça as curiosidades desse Pet!

O Periquito

Periquito – sua personalidade pode nos dar alguns sinais nos três “is”, ou seja, são independentes, interativos e também inteligentes.  Conheça mais sobre esse pássaro neste texto!

Sim, podemos dizer que os periquitos são delicados e divertidos, afinal adoram vocalizar

Se você decidiu recentemente se tornar um pai ou mãe de pássaro de estimação, um par de periquitos pode ser a escolha certa.

Mas antes de tomar essa decisão, você deve se familiarizar com os princípios básicos para cuidados com periquitos.

Além disso, é importante aprender mais sobre comportamentos e dieta recomendada para essa espécie.

Neste texto, vamos falar sobre tudo isso.

E é claro, dar dicas que você pode precisar para manter seus pássaros felizes e saudáveis ​​pelo maior tempo possível.

Aproveite e clique em inscrever-se em nosso canal no YouTube, acesse aqui.

O conteúdo está dividido em tópicos para ser mais didático, os quais são:

Histórico e personalidade do periquito

Temos a Austrália como terra de origem dos periquitos. Cientificamente são chamados de Melopsittacus undulatus e pertencem à família Psittacidae.

Historicamente esse pássaro começou a ser criado em cativeiro no ano 1850 em uma cidade interiorana da Bélgica, chamada de Antuérpia.

Em síntese, são aves que preferem viver em bando quando livres na natureza, o que justifica manter os mais de um quando em cativeiro.

Uma dúvida é se os periquitos são bons animais de estimação para todos? Não exatamente!

Se você não tem tempo suficiente para atender às necessidades deles, pode não ser o melhor momento para assumir essa responsabilidade.

Ter um periquito envolve muita atenção e carinho, e você também deverá ter um orçamento para isso.

Falando genericamente, descobrir como cuidar de periquitos também envolve uma curva de aprendizado.

Se você não sabia, os periquitos poderiam viver até dez anos, o que significa ser um compromisso de longo prazo.

No entanto, a vida útil dos periquitos às vezes pode chegar até 15 anos.

Logo, além de garantir que as aves tenham alimento e abrigo, você também terá que levá-las ao veterinário ocasionalmente.

Como é a dieta dos periquitos?

Cuidar de periquitos também significa saber o que você deve alimentá-los.

Pessoas que não fazem pesquisas o suficiente sobre isso podem correr o risco de alimentá-los com uma dieta só de sementes.

O que de fato pode ser prejudicial à saúde, afinal, os periquitos precisam de uma dieta variada para prosperar.

Existem também alimentos que nunca se deve dar, pois, podem causar intoxicação e até ser letais, inclusive.

As sementes de algumas frutas, por exemplo, podem conter toxinas. Por isso vamos ver mais sobre isso a seguir.

O que periquitos comem?

Uma dieta padrão para periquitos deve consistir de sementes, vegetais, frutas, nozes e guloseimas.

Embora as sementes devam constituir uma grande parte de sua dieta, eles devem ser alimentados com pequenas quantidades de legumes, vegetais e frutas.

Quando se trata de quais sementes você pode dar a eles, eles variam de cártamo até girassol branco e semente de canário.

Frutas têm um teor de açúcar um pouco alto, o que significa que você deve alimentar seus periquitos com elas, apenas duas ou três vezes por semana.

Entretanto, os vegetais devem ser oferecidos diariamente, pois são mais saudáveis.

Algumas frutas seguras variam de banana e damasco a pêssego, maçã (sem as sementes) e frutas frescas.

Os vegetais saudáveis ​​variam, podemos citar os preferidos como pepino, cenoura, abobrinha, além do tomate.

Lembrando que legumes podem adicionar uma quantidade saudável de proteína à dieta de um periquito.

Você ainda pode alimentá-los esporadicamente com pequenas quantidades de feijão e ervilha cozidos.

O que realmente deve evitar para periquitos

Comidas que possuem açúcar e conservantes de fato não são adequadas para periquitos.

Outros alimentos podem ser particularmente tóxicos para os periquitos, como, por exemplo:

  • Cogumelos;
  • Chocolate;
  • Abacate;
  • Amendoim cru;
  • Feijão cru;
  • As sementes e caroços da maioria das frutas (incluindo maçãs).

Além disso, bebidas com cafeína, álcool, ou qualquer tipo de alimento que possa conter muito açúcar ou sal também deverão ser evitados.

Lembre-se que mesmo que a maioria das frutas e vegetais que consumimos seja considerada saudável, elas podem ter sido expostas a pesticidas.

Assim sendo, acabam se tornando alimentos perigosos para os periquitos.

Periquitos precisam manter a hidratação

Para serem saudáveis, os periquitos precisam de água limpa o tempo todo.

Isso significa que você deve trocar a água de seus pássaros de estimação pelo menos uma vez por dia.

Se você não usar um regador e tiver um prato pequeno, talvez seja necessário trocá-lo três a quatro vezes por dia.

Afinal, o pássaro em cativeiro defeca muitas vezes e as fezes poderão atingir os recipientes de água.

Se você manter um bebedouro, pode ter certeza de que a água permanecerá limpa até que você a substitua. Mas que tipo de água é segura?

A água da torneira pode ser usada se for conhecida por vir de uma fonte limpa.

Entretanto, tem a questão do excesso de minerais. Caso estejam em excesso, você pode dar a eles água filtrada ou engarrafada.

Uma boa gaiola fará toda diferença na vida do periquito

A gaiola para periquitos deve fornecer aos seus pássaros de estimação espaço suficiente para que eles se sintam à vontade.

Um periquito precisa de uma gaiola que meça pelo menos 60 cm de comprimento.

Se você puder pagar por uma gaiola maior, compre, pois irá maximizar o nível de conforto do seu pássaro.

Dobre o tamanho se você pegar um par de periquitos em vez de apenas um pássaro.

Além disso, a gaiola deve ser feita de materiais seguros, pois os periquitos usam seus bicos para subir nas barras.

A última coisa que você gostaria seria que seus pássaros de estimação ingerissem acidentalmente zinco ou chumbo, já que ambos são tóxicos para eles.

Gaiolas de bambu também não são uma boa escolha, já que os periquitos são capazes de mastigá-las e escapar.

Quais as principais doenças que podem afetar os periquitos?

Os problemas de saúde mais comuns que um periquito pode experimentar são:

  • Clamidiose: doença infecciosa caracterizada por perda de apetite, fezes verdes, conjuntivite e secreção nasal;
  • Arrancar penas: pode ser resultado de tédio ou um sinal de que a dieta de seus periquitos está carente de algo essencial, como minerais;
  • Diarreia: provavelmente resultado de infecção alimentar;
  • Ácaros: se caracterizam por manchas brancas.

Em todas essas situações, procure sempre atendimento veterinário.

Enfim, vimos aqui que os periquitos são aves inteligentes, com independência e que podem se tornar excelentes animais de estimação.

No entanto, exigem cuidado que demanda seu tempo e que uma boa ideia é não os adotar sozinhos, pois gostam de estar em companhia um do outro.

Visite nossa Lojinha, lá temos os melhores produtos para o seu Pet. Afinal, eles são muito especiais e sempre merecem um presentinho!

Saiba mais sobre outras aves, veja aqui.

Aproveite e nos acompanhe nas redes sociais para saber mais sobre essas fofurinhas: Facebook e Instagram.

Então, se com este texto aprendeu algo novo sobre o periquito, por que não compartilhar? Use seu Facebook e compartilhe essas informações!

Consulte também

Este site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade